ESBOÇO 835 BENEFICÊNCIA E COMUNICAÇÃO



ESBOÇO 835
TEMA: BENEFICÊNCIA E COMUNICAÇÃO
TEXTO: E não vos esqueçais da beneficência e comunicação, porque com tais sacrifícios Deus se agradaHebreus 13:16

Duas coisas imprescindíveis e não devem ser esquecidas pelo ser humano, independentemente de classe social e religiosidade, pois tanto a beneficência quanto a comunicação devem estar em ação. A beneficência e a comunicação facilitam o desenvolvimento não somente no meio cristão, mas de uma coletividade, além disso, é uma das exigências nas escrituras sagradas.

Beneficência
A beneficência ou caridade é uma ação que beneficia o próximo, é um tipo de comportamento que todo ser humano deve ter. A beneficência deve ser exercida com desprendimento, ou seja, é uma ação filantrópica (Pv 11:17; Sl 34:14; I Pe 3:11; 3 Jo 1:11; Sl 120:6,7). “Ao fazer o bem, não olhe a quem e nem pense duas vezes. Faça o bem de coração, a recompensa de tudo que você faz vem de Deus, e um dia você vai dizer: Valeu a pena” Tarcito Custódio.

O apóstolo Paulo recomendou aos gálatas cristãos que deviam fazer o bem (Gl 6:9), Porque somos criação de Deus realizada em Cristo Jesus para fazermos boas obras, as quais Deus preparou antes para nós as praticarmos. (Ef 2:10). “...Se um irmão ou irmã estiver necessitado de roupas e do alimento de cada dia e um de vocês lhe disser: “Vá em paz, esqueça-se e alimente-se até satisfazer-lhe”, se porém nada lhe der que adiantará isso?...) (Tg 2:14-17).

Existem pessoas que praticam a caridade para serem vistos e consequentemente se promoverem, entretanto não foi esse o ensinamento de Jesus, “Tenham o cuidado de não praticar suas ‘obras de justiça’ diante dos outros para serem vistos por eles. Se fizerem isso, vocês não terão nenhuma recompensa do Pai celestial”. “Portanto, quando você der esmola, não anuncie isso com trombetas, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, a fim de serem honrados pelos outros. Eu garanto que eles já receberam a sua plena recompensa. Mas, quando você der esmola, que a sua mão esquerda não saiba e que está fazendo a direita, de forma, que você preste a sua ajuda em segredo. E seu Pai, que vê o segredo, o recompensará.” (Mt 6:1-4). A caridade para com o próximo deve ir além das diferenças alcançando até os nossos inimigos (Pv 25:21; Rm 12:20).

A comunicação,
Existem alguns sinônimos do termo comunicação, são eles, concessão, doação, entendimento, diálogo, convívio e conversação, ou o ato de ajudar aos outros. Existem pessoas que se doam em função dos outros sem visar retorno, é bom enfatizar a importância da comunicação entre pessoas porque ela facilita o entendimento das necessidades delas, “Comunicai os santos nas suas necessidades, segui a hospitalidade...” (Rm 12:13-21). Para poder se comunicar bem com as outras pessoas é necessário estar bem, há dois tipos de comunicação necessária são elas: A intrapessoal e a interpessoal;

(1) Intrapessoal
Esse tipo de relacionamento indica a capacidade do homem relacionar-se com as suas próprias emoções e sentimentos, se esse tipo de relacionamento não vai bem comprometerá o relacionamento interpessoal.

(2) Interpessoal
É um método de que promove a troca de informações, essa comunicação verbal deve ter o mínimo de erros para evitar os desencontros nas informações. Existem muitos problemas na comunicação por desatenção tanto do que ouve quanto do a que fala. A comunicação com as outras pessoas é importante, principalmente nos momentos de necessidades “Comunicai os santos nas suas necessidades, segui a hospitalidade...” (Rm 12:13-21).

A beneficência e a comunicação resultam em compartilhamento, a atitude beneficente é o resultado de um coração dadivoso, e a prática da comunicação ou a doação de si em favor dos outros, essas coisas são agradáveis ao Senhor. Devemos por em prática no nosso cotidiano a fim de que sejamos abençoados e recompensados por Deus. “Lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás” (Ec 11:1).

Pr. Elis Clementino

ESBOÇO 834 A ADORAÇÃO A DEUS INCOMODA.


ESBOÇO 834
TEMA: A ADORAÇÃO A DEUS INCOMODA.
TEXTO: JOÃO 12:2-5

Nada incomoda as pessoas mais do que quando nos dirigirmos a Deus com algum louvor, esse sentimento gratidão não são vistos com bons olhos, as pessoas se sentem incomodadas. Esse método era usado pelos homens que compreendiam Deus como a fonte da vida e de todo bem, essa era uma maneira deles expressarem seus sentimentos de gratidão a ele por algo recebido. Na bíblia há um primeiro altar que foi confeccionado por Abel para oferecer seus sacrifícios ao Senhor, essa atitude de adorar ao Senhor já incomodava seu irmão Caim. Quando nos expressamos através da nossa religiosidade algo para Deus as pessoas se sentem incomodadas e se irritam ao vermos expressar a nossa gratidão a Deus, nesse assunto veremos como muitas pessoas reagiram diante de um adorador.

Tem gente incomodada com a tua adoração ao SENHOR.
A arca da aliança havia sido tomada, mas Davi a trouxe de volta, e ao trazê-la ele veio na frente dançado e cantando em adoração ao Senhor, pois era uma grande conquista (2 Sm 6:1). Trazendo Davi à arca do Senhor a cada passo sacrificava um novilho gordo, e ao som de trombeta Davi glorificava a Deus, essa atitude de Davi foi o suficiente para revoltar a sua Milcal sua mulher, que pela janela o desprezava no seu coração (2 Sm6:15-16). Quando Milcal viu Davi dar pão e bolo de tâmaras e um bolo de uvas e Passa a cada homem e a cada mulher israelita ela ficou indignada, ao voltar para casa para abençoar a sua família teve uma grande surpresa! “Voltando Davi para a sua casa para abençoar sua família, Milcal, filha de Saul, saiu ao encontro e lhe disse: Como o rei de Israel se destacou hoje, tirando o manto na frente das escravas e seus servos, como um homem vulgar!” (2 Sm 6:20). Davi respondeu a Milcal “Foi perante o Senhor que eu dancei, perante aquele que me escolheu em lugar de seu pai ou de qualquer outro da família dele, quando me designou soberano sobre o povo do Senhor, sobre Israel; perante o Senhor celebrareis e me rebaixarei ainda mais, e me humilharei aos seus próprios olhos. Mas serei honrado por essas escravas que você mencionou” (2 Sm 6:21-22), para mim foi durante todo o reinado de Davi foi a maior resposta em defesa da sua fé.

Jesus em casa de fariseu
Jesus foi convidado por um fariseu para jantar em sua casa, ao chegar reclinou-se como era de costuma, junto à mesa. Ao tomar conhecimento de que Jesus ali estava uma mulher da cidade, uma pecadora se dirigiu para lá levando consigo um vaso de alabastro cheio de perfume e posicionando por trás de Jesus, e prostrando-se aos pés dele começou chorar. Sua lagrimas molharam os pés de Jesus, mas ela, em seguida os enxugou com seus próprios cabelos, beijou-os e ungiu com perfume. Diante dessa cena o fariseu que o havia convidado falou consigo mesmo: “Se este homem fora verdadeiramente profeta, saberia quem nele está tocando e que espécie de mulher ela é: uma pecadora” (Lc 7:36-39). A indignação por ver a atitude daquela mulher foi imediata, mas o importante era a razão daquela prática, o seu sentimento de gratidão foi muito mais além, sem palavras ela fez tudo o que precisava fazer, pois o sentimento de gratidão não tem preço, a resposta de Jesus aos presentes foi apresentar o valor do perdão (Lc 7:40).

O jantar na casa de Lázaro
Irmãs de Lazaro convidaram Jesus para uma ceia em sua casa, á mesa também estavam Lázaro e mais alguns convidados e Marta servia-lhes, nesse momento Maria toma um arrátel de ungüento de nardo puro, de alto preço, e unge os pés de Jesus e enxuga com seus cabelos, essa atitude não expressava o valor monetário, mas o sentimento de gratidão, Jesus merecia muito mais por tudo o que havia realizado naquela família. (Jo 12:1-3). A reação do discípulo chamado Judas Iscariotes foi imediata, reprovando a atitude de Maria (Jo 12:4-5). A revolta de Judas fora repreendida por Jesus dizendo que aquela ação seria a última homenagem de Maria a ele.

Devemos adorar a Deus de coração porque coisas grandiosas ele tem feito por você, cada um tem uma razão pela qual adora ao Senhor. O sentimento da gratidão não tem valor monetário e sim a gratidão de um coração quebrantado diante de Deus, essa verdadeira adoração incomoda pessoas, a sua voz em louvor a Deus estremece o reino do inferno. Existem pessoas que não adoram e nem quer em que as outras pessoas adorem, e até no meio cristão.  Adoremos ao Senhor de todo o coração porque não sabemos quando será a nossa última adoração e nem o último culto. “A gratidão de quem recebe um benefício é sempre menor que o prazer daquele de quem o faz.Machado de AssisA gratidão é o mais importe dos sentimentos”; “Um dos sentimentos mais bonitos que existem é a gratidão

Pr. Elis Clementino

ESBOÇO 833 CAINDO NA COVA QUE CAVOU


ESBOÇO 833
TEMA: CAINDO NA COVA QUE CAVOU.
TEXTO: ECLESIÁSTES 10:8-9

Oh! Infalível lei da semeadura, quem nos livrará dela? As sementes que são plantadas certamente abrolharão e darão frutos, e se nada for semeado certamente colherão a escassez (Ec 11:1). Muitas coisas podem se transformar em sementes desde uma simples ação praticada pelo homem, não importa, seja plantado por justos ou por ímpios, no entanto é importante saber que semear é opcional, porém a colheita acontecerá obrigatoriamente, portanto cada indivíduo é responsável por aquilo que semeia. Veremos nesse assunto os resultados daquilo que semeamos nesta vida, sejam boas ou más, não obstante leia antes este provérbio “Os infiéis receberão a retribuição de sua conduta, mas o homem bom será recompensado” (Pv 14:14), ou seja, cada um provará dos seus frutos.

Preparando armadilhas
Existem pessoas que maquinam o mal para de alguma maneira atingir alguém que ele odeia, é muito natural encontrarmos pessoas assim, elas se organizam, montam estratégia para alcançar sucesso na sua vingança, mediante a isso o homem não pode esquecer que existe a lei da semeadura como já falamos, ela não envelhece, e está sempre atualizada. “Quem semeia vento colhe tempestade...” (Pv 22:8), os que assim fazem não escaparão ainda que tente “E como se um homem fugisse de diante do leão, e se encontrasse com ele o urso; ou como se entrando numa casa, a sua mão encostasse à parede e fosse mordido por uma cobra” (Am 5:19), assim não há como escapar. O que cava uma cova para seu inimigo cair cairá dentro da própria cova que cavou (Pv 26:27). “A colheita é sempre maior que a semeadura. O fruto que se colhe é sempre maior do que a semente que se plantou” Gustavo Lacerda. “...a vida que temos hoje é exatamente a resposta do passado” Georgeana Alves. Na bíblia temos um exemplo típico que gostaríamos de apenas lembrar que foi a fúria e os planos de Hamã contra o judeu Mardoqueu, ele arquitetou a morte dos judeus como vingança, mas ele próprio experimentou a própria forca que preparou para Mardoqueu (Et 7:10), pois qualquer ato de injustiça que praticarmos teremos o retorno certo.

O homem se acidenta com as suas próprias armas que constrói (Ec 10:8-9).

Semeando coisas boas
O Homem desprovido de maldade será recompensado, essa é uma das características do cristão, qualquer ressentimento humano, inclusive os maus pensamentos e os desejos de vingança para com o próximo deve ser extinto do coração “coração que maquina planos perversos, pés que se apressam para fazer o mal” (Pv 6:18; 1:16; 24:2; Is 59:7), os tais que assim procedem receberão a justa recompensa mas o homem bom é recompensado (Pv 14:14).

Todo homem deve ter muito cuidado com o seu proceder, pois se seus atos forrem justos ou injustos serão recompensados como citado em (PV 14:14). Os cristãos não devem ter nenhum sentimento de ódio em seus corações, essa raiz amarga não deve brotar nos seus corações, embora esteja sofrendo (Hb 12:15). As boas sementes deve brotar do coração de onde acontece as saídas da vida (Pv 4:23), se desejar o mal a alguém colheremos o mal “Quem semeia vento colhe tempestade; quem semeia o mal recebe maldade...” (Pv 22:8). O cristão não deve desejar o insucesso do outro como se vivencia atualmente, Deus nos guarde de termos um coração mal, julgador e infiel, a vingança é condenada nas escrituras “Não digas: Vingar-me-ei do mal; espera pelo Senhor, ele te livrará” Pv 20:22; “Não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas daí lugar à ira, porque está escrito: Minha é a vingança; eu recompensarei, diz o Senhor. Portanto, se teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porque fazendo isto, amontoará brasas de fogo sobre a sua cabeça. Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem. (Rm 12:19-21).Aqueles que te fizerem o mal certamente receberão a recompensa, porque tudo o que o homem semear isso também ceifará, porque Deus fará justiça por você (Gl 6:7). Se medirmos os outros seremos medidos também, pois a medida com que medirdes vos medirão também. (Cuidado a lei da semeadura ainda está em pleno vigor).

Pr. Elis Clementino

ESBOÇO 832 HUMILDADE, APRENDENDO COM JESUS


ESBOÇO 832
TEMA: HUMILDADE, APRENDENDO COM JESUS
TEXTO: MATEUS 11:28

Há muitas coisas que precisamos aprender na vida, e uma delas é a humildade. Todo ser humano precisa entender que esse é um principio importante para viver bem e ser honrado, pois as pessoas desprovidas de humildade têm sentimentos de grandeza, porém não confundamos humildade com pobreza, ou seja, pessoas desprovidas de bens. A humildade é algo que deve existir permanentemente no coração de cada indivíduo, que nada mais é do que o reconhecimento das suas limitações e fraquezas.

Humildade é qualidade que todo indivíduo deveria ter, ela é uma virtude que consiste em conhece as suas próprias limitações e fraquezas, essa virtude é oposta ao orgulho, também tem relação com a palavra grega Humus, “terra”, essa expressão da Grécia antiga também de origem as palavras homem e humanidade. A humildade é um cartão de acesso as grandes conquistas, o ensinamento sobre a humildade deve começar cedo e dentro do lar, aos filhos netos e etc.

A verdadeira humildade é aprovada por aqueles que conhecem a sua importância, com ela o indivíduo em posição de vantagem “Quando vem o orgulho, chega a desgraça, mas a sabedoria está com os humildes. A integridade dos justos os guia, mas a falsidade dos fiéis os destrói” (Pv 11:2,3). “O coração do homem se exalta antes de ser abatido e diante da honra vai a humildade” (Pv 18:12). “O orgulho vem antes da destruição; o espírito altivo, antes da queda. Melhor é ter espírito humilde do que partilhar despojos com os orgulhosos (Pv 16:18,19). A vantagem em ser humilde está descrita nos textos encontrados em provérbios e citados nesse assunto.

Traços típicos de humildade
1. Simplicidade “A simplicidade vem sempre acompanhada de um gesto nobre” Patricia Resende.
2. Não se ufana das boas coisas que faz
3. Desprovido de qualquer orgulho “É você saber que a santidade só faz sentido na convivência com as pessoas. É você oferecer aos outros o que você tem de melhor sem impor-se a ninguém. É você não depender de elogios nem recompensas para fazer o que é certo.”
4. Linguagem suavizada e sem arrogância
5. Verdadeira “A verdadeira humildade é você dar o melhor de si sem se sentir melhor que os outros. É você ter consciência das suas qualidades, mas reconhecer que tem muitos defeitos também.”
6. Sabedoria, ser humilde é a maneira mais sábia de todas.
7. Paciente
8. Amoroso para com o próximo, os traços típicos que completa a pessoa humilde estão descritas em (I Co 13:4-7) conforme Paulo isso somente acontece quando o amor está em ação.

Muitas pessoas são desprezadas por causa da sua humildade, isso por não apresentarem nenhum glamour, ou seja, encanto pessoal, por isso olha-se para elas com olhar de desprezo, mas enganam-se porque as maiores riquezas estão dentro das pessoas, à humildade é uma delas. A humildade se manifesta através das nossas atitudes, seja na maneira de tratar o próximo, na brandura e no coração verdadeiro. A humildade é aprendida e ensinada pelos pais desde a infância, temos que apresentar para filhos e netos que a arrogância leva a destruição e não vale apena, no entanto “Melhor é o homem paciente do que o guerreiro, mais vale controlar o seu espírito do que conquistar uma cidade” (Pv 16:32). Não devemos ter aparência de humildade, esse aspecto não é duradouro, as circunstâncias farão com que a realidade apareça sendo apenas questão de tempo.

Pr. Elis Clementino

ESBOÇO 831 DEVERES DOS CRISTÃOS FIÉIS


ESBOÇO 831
TEMA: DEVERES DOS CRISTÃOS FIÉIS
TEXTO: TITO 3:1-11; I Pe 3:12

A boa conduta cristã é exigida nas cartas do novo testamento, são assuntos diversificados, mas que todos eles seguem na mesma direção a respeito da conduta dos crentes fiéis. No assunto descrito no texto Paulo apresenta a Tito como deve ser o comportamento dos crentes fiéis.

Dois princípios importantes
Antes de começarmos o assunto vamos lembrar dois princípios importantes, a utilidade do sal e o brilho da luz. O sal é um produto da natureza conhecido como cloreto de sódio, pois bem ele tem duas propriedades importantes para os alimentos, o de salgar e proteger. O sal é usado como condimento para temperar os alimentos, principalmente àqueles que necessitam de serem conservados como as carnes. Jesus tomou como exemplo o sal para aplicar lições importantes à vida cristã diária (Mt 5:13). A luz, outro exemplo dado pelo Mestre que deve ser levado em consideração, isso nos leva a pensar do porque Jesus ter nos salvos, pois os efeitos do sal e da luz são fundamentais para entendermos a razão, mas vamos adiante.

O modelo cristão
O exemplo apresentado por Paulo em sua carta ao obreiro Tito era suficiente para que todo crente fosse aprovado por Deus, como também estariam preparados para toda boa obra, pois é também através dos deveres cívicos que se tornam mais valiosa a pregação do evangelho (Tt 3:1). A obediência cristã deve estar presente em todo o nosso viver, caso não esteja, a vida cristã se tornará sem efeito “Se o sal for insípido com que há de salgar? Para nada presta senão se lançar fora, e ser pisado pelos homens” (Mt 5:13).

A vida cristã também deve ser como a luz posta em um lugar alto, que todos possam ver o seu brilho, se escondê-la não haverá efeito algum, devemos brilhar diante dos homens para que vejam e glorifiquem a Deus pelas nossas boas obras (Mt 5:13-16).

Vida pecaminosa
A vida pecaminosa abriga no coração do homem tudo o que contraria a vontade de Deus, pois éramos:
(1) Insensatos
(2) Desobedientes
(3) Extraviados
(4) Servos das paixões e prazeres
(5) Maliciosos
(6) Invejosos
(7) Odiosos odiando-nos uns aos outros, Jesus nos ensinou a amar até os nossos inimigos (Mt 5:44).

A graça divina
Todas essas coisas se abrigavam em nós até a manifestação da bondade de Deus para com os homens, foi por meio dessa bondade que nos tornamos nova criatura em Cristo (2 Co 5:17). Esse acontecimento não foi pelos nossos méritos ou obras de justiça, mas segundo Deus pela sua misericórdia nos salvou pela lavagem da regeneração e da renovação do Espírito Santo, que ele derramou ricamente sobre nós com a finalidade de nos Justificarmos e nos tornarmos herdeiros segundo a esperança de vida eterna. (Tt 3:4-7).

Deveres da nova criatura em Cristo
(1) Deveres cívicos (Tt 3:1).
(2) Preparar-se para toda boa obra (Tt 13:1b);
(3) A ninguém difameis (Sl 15:3; Pv 10:18; Mt 12:36);
(4) Não serem briguentos, mordendo uns aos outros (Gl 5:15);
(5) Serem pacíficos, promover a paz (Rm 12:18; Hb 12:14);
(6) Mansos para com todos os homens (Mt 5:5).

O modelo de vida descrito no texto deve ser seguido por toda vida aqui, pois estamos sob o olhar divino (I Pe 3:12). A nossa língua tem um poder destruidor, ela é capaz de fazer grandes estragos, por isso o Apóstolo Tiago pede que refreie a língua e evite ser usada de maneira incorreta (Tg 3:10). Devemos evitar tudo o que Paulo discorreu em sua carta no verso (V2), o cristão tem como característica evitar essas coisas, cada um procure aplicar-se as boas obras (V8). Aqueles que praticam males devem ser evitado, pois são indivíduos que pervertem os valores cristãos, esses tais por si mesmo se condenam (Tt 3:9-11). “Que os nossos também aprendam a aplicar-se às boas obras, para suprir as coisas necessárias, a fim de não sejam infrutíferos” (Tt 3:14).

Pr. Elis Clementino

Foto